UM POUCO SOBRE NÓS

missão

Cooperação Internacional de Jovens – CIJ oferece aos jovens a oportunidade de comprometer-se em projetos de voluntariado social, educação e sensibilização, como ferramentas de transformação social e de compromisso para formar pessoas com preocupações humanitárias e com valores. Nosso objetivo principal é formar jovens com alto grau de consciência social e altruísmo, e a participação social dos jovens na ajuda aos que mais precisam, mediante um compromisso estável de serviço e com uma mentalidade aberta que seja capaz de ensinar e aprender dos outros. Em suma, ensinar gente a cuidar de gente. Cooperação Internacional de Jovens – CIJ canaliza a inquietação social de muitas pessoas e de numerosas associações juvenis e centros educativos pondo-os em contato com as pessoas mais necessitadas.

20210712_091245.jpg
Como contribuir com o projeto?

Há diversas formas. Entre em contato para saber mais. 

visão

Na Cooperação Internacional de Jovens – CIJ sabemos que “uma atitude solidária dos jovens de hoje construirá uma sociedade melhor no futuro”. Graças a este empenho são muitos os jovens que, ano após ano, se comprometem na ajuda aos mais necessitados. Este trabalho tem dois efeitos importantes:

  • A juventude torna-se mais solidária, está mais informada, é aberta, responsável e está mais comprometida.​

  • Crescem exponencialmente as ajudas que recebem as pessoas necessitadas de modo que se torna muito maior a base de pessoas interessadas em que sua situação mude.

Na Cooperação Internacional de Jovens – CIJ entendemos que:

  • Os jovens são os autênticos protagonistas do desenho da sociedade do futuro. Cremos que a sociedade pode mudar e para isso precisamos fomentar uma cultura solidária entre os jovens com um “espírito positivo” no que possamos envolver toda a sociedade, onde os jovens possam formar parte ativa de nossas atividades de voluntariado.​

  • O desenvolvimento humano tem um decisivo caráter ético cultural e não se reduz a um problema econômico ou técnico. A partir de uma concepção cristã do homem, entendemos que subdesenvolvimento é também a limitação dos direitos humanos, pessoais e sociais, econômicos e políticos, incluídos os direitos das nações e dos povos.

Image by Lorenzo Aiello

objetivos

  • Participação social: Criar caminhos de participação social para a solução dos problemas, mediante o voluntariado, o diálogo e o intercâmbio cultural.​

  • Sensibilização social: Sensibilizar a sociedade, particularmente os jovens sobre sua responsabilidade pessoal diante da miséria e o subdesenvolvimento em que vivem milhões de seres humanos, não só nos chamados países pobres.

  • ​Compromisso: Fomentar o compromisso de cada povo (país) no seu próprio desenvolvimento e respaldar iniciativas locais que respondam a autênticas exigências sociais.

  • ​Desenvolvimento de acordo com a dignidade das pessoas: Promover a dignidade humana em toda a sua dimensão ética e cultural, particularmente a igualdade efetiva de oportunidades entre o homem e a mulher e os direitos da infância.

  • ​Solidariedade: Aportar o interesse geral a uma orientação solidária para as pessoas e países menos desenvolvidos.

Valores

adolescentes.jpg

Promovemos um desenvolvimento humano de acordo com a dignidade das pessoas. Para eles, criamos caminhos de participação social na ajuda aos mais necessitados mediante um compromisso estável de serviço e de ajuda aos outros.

 

Nossa ação é uma ferramenta de transformação social dentro de um marco de cooperação: sem limitação de fronteiras e respeitoso com todas as idiossincrasias locais. Cooperação Internacional de Jovens – CIJ se caracteriza por sua capacidade integradora e mobilizadora de esforços diversos para impulsionar iniciativas relevantes de caráter social e cultural promovidas por pessoas singulares e instituições educativas. Neste sentido, os principais valores que guiam as ações da entidade e que devem aparecer em qualquer projeto gerado pela entidade são os seguintes:

  • Centralidade da pessoa: concebemos o desenvolvimento principalmente como uma questão de formação das capacidades. A pessoa é o centro da nossa atuação. Cremos na sua dignidade, capacidade de melhora e de crescimento.

  • Convergência de esforços: capacidade para criar e desenvolver redes nacionais e internacionais de juventude, voluntariado e cooperação com aquelas pessoas e instituições que procuram somar esforços para conseguir determinados objetivos comuns.

  • Flexibilidade e organização: adaptação dos projetos às diversas necessidades e realidades, seguindo critérios de continuidade no tempo e eficácia das ajudas.

  • Integridade: afã por adquirir e impulsionar um comportamento coerente e responsável em todas as pessoas implicadas na instituição.

  • Efeito multiplicador: as ações que realizamos procuram sempre incrementar seus efeitos através do contínuo envolvimento de novos colaboradores.

  • Transparência e prestação de contas: procurar fazer o bem não exime às organizações de fazê-lo bem de modo absolutamente transparente.

 

Além disso, Cooperação Internacional de Jovens – CIJ considera a proteção do menor e facilitar a integração do menor no seu meio social e naquelas atividades nas que colabora a associação. Foi inspirado na Convenção de Direitos da Criança, das Nações Unidas, de 20 de novembro de 1989, no Estatuto da Criança e do Adolescente através da LEI Nº 8.069, DE 13 DE JULHO DE 1990 e leis complementares.

 A CIJ é uma organização não governamental que visa promover uma cultura solidária entre os jovens, formar pessoas com preocupações humanitárias e com bons valores. A CIJ é inspirada na organização europeia CIONG cujos projetos já atingiram mais de 100.000 estudantes ao redor do mundo. 

contato@cij.org.br

 

(11) 4266-0297

​(11) 97143-9330

Rua Avaré, nº 414, sala 03

São Paulo/ SP - CEP: 01243-030

cij_logo_grande_white.png